Blog, Entrevistas

A importância dos testes vocacionais

Escrito por no dia 11/07/2014
Gilvanise Gulicz Vial, proprietária do Portal Vocacional.

Gilvanise Gulicz Vial, proprietária do Portal Vocacional.

Os testes vocacionais existem há muito tempo, porém são poucas as pessoas que de fato reconhecem a sua importância na escolha de uma profissão. A entrevista da semana é com Gilvanise Gulicz Vial, psicóloga que possui mais de 20 anos de experiência, atuando com orientação profissional, planejamento de carreira, coaching e psicoterapia breve e proprietária do Portal Vocacional.

Qual a importância dos testes vocacionais?
Todo teste psicológico (devidamente considerado favorável pelo Conselho Federal de Psicologia) tem sua importância, porém os testes devem ser sempre utilizados dentro de um contexto de avaliação que envolva outros tipos de instrumentos, como entrevista psicológica, por exemplo. Um teste aplicado isoladamente perde sua função. Os chamados ‘testes vocacionais’, por exemplo, devem ser utilizados dentro de um processo de orientação profissional, processo este que consiste em várias horas de trabalho e que envolve atividades que objetivam desenvolver o autoconhecimento do cliente, levando-o a identificar suas habilidades, suas aptidões, seus interesses e até mesmo suas limitações, ou seja, o que a pessoa não gosta e que pode limitar o exercício ou desempenho de uma profissão. É inconcebível que um profissional apenas aplique um ou dois testes e diga ao cliente quais suas principais características de personalidade e quais as áreas de atuação que mais se aproximam de seu perfil, pois os testes, como expliquei inicialmente, para que apresentem resultados eficazes, devem ser aplicados juntamente com outras ferramentas.

Existe alguma idade limite?
Falando sobre testes voltados para a escolha profissional, podem ser utilizados para alunos que estejam cursando o 9º ano e queiram decidir sobre um curso técnico para o Ensino Médio, porém o mais comum é que sejam utilizados para alunos que já estão cursando o Ensino Médio ou para vestibulandos. Existem testes que podem também ser utilizados com adultos que buscam o processo de orientação profissional ou de planejamento de carreira. Dentro de outros contextos, que não a orientação profissional, existem testes específicos para crianças, alfabetizadas ou não.

O que as pessoas devem evitar durante os testes?
Primeiramente existe toda uma recomendação específica para aplicação de testes, que envolve local e iluminação adequados, por exemplo. De um modo geral as pessoas devem evitar submeter-se a um teste em condições inadequadas, se estiverem demasiado cansadas, doentes, com fome ou outras situações similares. Também devem evitar responder a um teste pensando sobre o que o psicólogo ou outras pessoas estão esperando delas, ou seja, devem responder ao teste da maneira mais sincera possível, pois os testes não contêm respostas ‘certas ou erradas’. É importante que a pessoa seja espontânea e que, no caso de testes com perguntas, responda levando em consideração o que, de fato, acontece em sua vida.

O resultado do teste vocacional é compatível com a realidade do participante?
Se o participante responder de maneira sincera, sim. Os testes utilizados em processos de orientação profissional visam identificar, geralmente, interesses, habilidades, aptidões e perfil de personalidade do cliente. Uma vez feita essa identificação, juntamente com informações levantadas por meio de outros instrumentos e atividades, é possível identificar as principais áreas de interesse profissional. Dentro de cada uma destas áreas existem dezenas de cursos e é função do orientador esclarecer ao cliente quais são estes cursos e, juntamente com o cliente, pesquisar sobre eles, para poderem então identificar aquele(s) que mais se aproxima da escolha possível para o momento de vida do cliente. Algumas vezes o cliente tem interesse em um curso que não existe na sua cidade ou que não existe em instituição pública, por exemplo, e o cliente não tem condições de morar em outra cidade ou estudar em instituição particular. Nestes casos, cabe ao orientador informar ao cliente qual a ‘escolha possível para o momento’, ou seja, quais são os cursos que mais se assemelham ao ‘curso ideal’. Por exemplo, um aluno que quer fazer oceanografia mas não pode morar no litoral, onde o curso é oferecido, pode fazer Ciências Biológicas, visando a biologia marinha para, posteriormente, fazer uma especialização em oceanografia.

Quais os principais benefícios que os candidatos podem retirar dos testes?
Desde que os testes sejam aplicados por profissionais capacitados para tal, os benefícios são inúmeros, como aumento no nível de autoconhecimento, identificação de características de perfil de personalidade, de habilidades, de interesses, de aptidões, bem como identificação de pontos fortes e de vulnerabilidades (pontos que precisam/podem ser melhorados ou potencializados). Dentro de um processo de orientação profissional, os testes podem funcionar como ‘uma bússola’ para o cliente, quer dizer, se ele está pensando inicialmente em um curso da área da saúde mas os testes indicam que sua afinidade com esta área é nula ou muito baixa, sendo que com outra área a afinidade é bem mais alta, o cliente terá consciência de que, se optar pela área da saúde, terá que fazer um investimento maior de atenção, dedicação, do que se optar pela área em que já tem afinidade alta. Os testes podem também indicar patologias, desvios de conduta, déficits cognitivos/mentais, nível de inteligência, atenção, agressividade, ansiedade, depressão, entre outras possibilidades.

Serviço:
Portal Vocacional
www.portalvocacional.com.br


SOBRE O COLUNISTA

Avatar

Bacharel em Comunicação Social e MBA em Gestão da Comunicação Empresarial. Jornalista com mais de 10 anos de experiência, tendo passado por grandes veículos de circulação nacional. Hoje é o jornalista responsável pela Revista Digital Ponto Pessoal e assessoria de imprensa e comunicação institucional da agência Ponto Pessoal . Perfil LinkedIn http://www.linkedin.com/in/heversonbayer | jornalismo@pontopessoal.com.br

Criado com Area de Membros WP