Blog, Entrevistas

Muito mais que um escritório

Escrito por no dia 31/01/2014

O networking é fundamental para que os profissionais de qualquer área tenham sucesso. Nos escritórios compartilhados o contato com outros empreendedores vai aumentar ainda mais. A entrevista da semana é com o Co-fundador e responsável por Eventos e Comunicação do Impact Hub Curitiba, Bruno Patias Volpi, e conversamos sobre os benefícios dos escritórios coworkers.

Nesta sexta-feira (dia 31 de janeiro), o Impact Hub Curitiba comemora dois anos de espaço e quatro anos de movimento na capital paranaense. Tudo começou com encontros semanais, evoluindo para uma organização com Espaços Colaborativos, uma Escola de Inovação Social, uma Incubadora em Rede e, recentemente, uma Consultoria de Inovação Social para empresas.

O Co-fundador e responsável por Eventos e Comunicação do Impact Hub Curitiba, Bruno Patias Volpi.

O Co-fundador e responsável por Eventos e Comunicação do Impact Hub Curitiba, Bruno Patias Volpi.

Quais os benefícios de trabalhar em espaços compartilhados?
O principal é a interação social. O espaço de trabalho compartilhado permite que você, além de amizades, construa relacionamentos profissionais de maneira muito dinâmica. A sua ideia é constantemente revisada e desenvolvida, mesmo sem você perceber. Isto acontece porque, além dos momentos dedicados exclusivamente ao trabalho, você compartilha seus desafios com profissionais de diferentes backgrounds também na hora do cafezinho, almoço ou até mesmo naquele happy hour de final de mês. E isso só é possível através da convivência.
O trabalho em espaços compartilhados também torna você mais produtivo. Profissionais que abandonaram o home office ou escritórios individuais e que optam por este ambiente relatam que tiveram aumento da produtividade (23%) além de um aumento de renda (32%), segundo a pesquisa do Global Coworking Survey. Outro benefício é em relação aos custos, pois recursos comuns são rateados entre todos os membros. Cozinha, móveis, internet, tudo está à sua disposição. Você paga um valor mensal e tem um espaço bem localizado para trabalhar acrescido de vários outros serviços, como endereço fixo para correspondências, capacitações gratuitas, descontos para eventos que acontecem no local, etc.

Existe um público específico que busca o escritório coworking?
O perfil mais comum de membro são jovens profissionais especializados entre 22 anos e 35 anos de idade. São principalmente empreendedores e profissionais liberais interessados em lançar um projeto ou empreendimento, ou que buscam a dinâmica do espaço para suas iniciativas já consolidadas. No Impact Hub buscamos ir além e também reunir pessoas que estejam buscando soluções para os desafios que encontramos em nossa sociedade – procuramos conectar os agentes de mudança da cidade de Curitiba.

Ao compartilhar o mesmo espaço de trabalho ou participar da uma rede de empreendedores, você acaba fazendo networking.

Ao compartilhar o mesmo espaço de trabalho ou participar da uma rede de empreendedores, você acaba fazendo networking.

Como o relacionamento entre os coworkers pode ajudar no sucesso das empresas?
Ao compartilhar o mesmo espaço de trabalho ou participar da uma rede de empreendedores, você acaba fazendo networking. É muito comum que os membros do espaço estabeleçam parcerias e contratarem os serviços uns dos outros.
Além disso, você aprende constantemente com pessoas de diferentes áreas todos os dias. Nestes espaços você compartilha ideias, conhecimento e ainda pode pedir uma opinião para o membro ao seu lado – o ambiente funciona de forma orgânica e com muita reciprocidade. Dessa forma, todos enriquecem e potencializam suas chances de sucesso.

Qual a importância da capacitação dos empreendedores? Participar de cursos e workshops pode ajudar?
Os empreendedores que passam pelo Impact Hub Curitiba estão cada vez mais conscientes da importância de sua constante atualização para o mercado.  A troca de experiências, leitura do que há de mais atual e a participação constante em workshops e capacitações relevantes ao seu negócio têm papel decisivo para proporcionar conhecimentos específicos que apoiem o estabelecimento de uma iniciativa, bem como para estimular a criatividade.  O empreendedor deve buscar cada vez mais conhecer o funcionamento do mercado e do ambiente econômico com razoável profundidade, para que tenha fôlego no longo prazo.

O ano está começando e, para muitos, é o momento de iniciar uma nova fase na carreira. Qual a dica que você dá para quem pensa em começar o próprio negócio ou mudar o foco profissional?
Primeiro, é preciso saber se você realmente quer começar o seu próprio negócio ou se está apenas cansado das atividades que executa no seu dia a dia. Caso perceba que realmente deseja empreender, estude muito bem o seu mercado,  procurando se capacitar e buscar profissionais que trabalham neste mesmo universo (utilize do bom e velho networking). É preciso encontrar muitos parceiros que acreditem em seu sonho! Não se esqueça também de fazer um planejamento financeiro para encarar os primeiros anos de seu empreendimento.

Serviço:
Impact HUB
http://curitiba.impacthub.net/
41 3079.7233
Rua Comendador Macedo, 233
Centro | Curitiba – PR


SOBRE O COLUNISTA

Bacharel em Comunicação Social e MBA em Gestão da Comunicação Empresarial. Jornalista com mais de 10 anos de experiência, tendo passado por grandes veículos de circulação nacional. Hoje é o jornalista responsável pela Revista Digital Ponto Pessoal e assessoria de imprensa e comunicação institucional da agência Ponto Pessoal . Perfil LinkedIn http://www.linkedin.com/in/heversonbayer | jornalismo@pontopessoal.com.br

Criado com Area de Membros WP