Blog, Entrevistas

Bicicleta: uma experiência de luxo

Escrito por no dia 12/02/2015

A matéria “Bike Ativa: a vida pode ser simples em cima de uma bicicleta” da Revista digital Ponto Pessoal N.3, de fevereiro de 2015, fala de um novo jeito saudável de se locomover, já usado há muito tempo pelos europeus.

Confira a matéria exclusiva na Primeira Revista no país especializada em Comunicação e Marketing Pessoal. Acesse, conheça os 12 temas abordados semanalmente e assine gratuitamente.

ponto_pessoal_imagens_site_assine_revista3

Assinatura Gratuita em www.pontopessoal.com.br/revista

 

Confira o complemento da matéria que tem início na página 15 da Revista digital Ponto Pessoal N.3.

Foto Ana e Malu

Ana Carolina Ribeiro e sua sobrinha, Malu. Foto de arquivo pessoal.

Entrevista 1, com Ana Carolina Ribeiro, psicóloga e estudante de letras – inglês (ambas pela UFPR), cozinheira profissional formada pelo SENAC-PR, tradutora e intérprete com formação pelo curso da Versão Brasileira, em Curitiba, é uma das usuárias diárias deste estilo de vida. Desde 2013, ela atua no ramo do turismo, acompanhando grupos brasileiros como guia bilíngue em viagens ao redor do mundo. Ela nos contou desde quando anda de bicicleta e leva esse estilo de vida, bem como tudo que faz, com facilidades e dificuldades:

Foto Bici Noronha

Bicicleta de Ana Carolina Ribeiro, nos tempos em que trabalhou em Fernando de Noronha.

Ponto Pessoal: Desde quando anda de bicicleta e por que optou por esse estilo de vida? Inspirou-se em alguém?
Ana Carolina Ribeiro – Comecei a andar realmente de bicicleta em 2009, quando tive meu primeiro trabalho como cozinheira. A princípio, tinha a intenção de fazer uma atividade física no pouco tempo livre que o trabalho intenso da cozinha deixava, e fazer o trajeto de bicicleta era uma ótima forma de unir o útil ao agradável. Desde então, eu, que nunca fui uma grande fã de transporte público, me apaixonei pela “bici” e nunca mais parei. Não tive exatamente uma inspiração, mas entre o pessoal que trabalha em restaurante a bicicleta é um meio de transporte muito popular.

Ponto Pessoal: O que mais gosta de fazer com a bicicleta e o que sente mais dificuldade?
Ana Carolina Ribeiro – Eu faço praticamente tudo com a bicicleta: vou trabalhar, faço compras no supermercado, vou à feira, saio à noite… Às vezes, o clima chuvoso de Curitiba dificulta um pouco a vida de quem anda de bicicleta – corre-se o risco, por exemplo, de sair de casa com um sol lindo pela manhã e voltar debaixo da maior chuva no fim do dia! Mas a principal dificuldade que encontro é a falta de respeito no trânsito. Como pedestre, já sentia isso de forma muito evidente, mas como ciclista sinto-me muito mais exposta, e também desrespeitada.

Foto Paris Vélo

Ana Carolina Ribeiro, andando de Vélo, em Paris. Foto de arquivo pessoal.

Ponto Pessoal: Quando viaja, anda de bicicleta também? É mais fácil lá ou aqui?
Ana Carolina Ribeiro – Costumo tentar andar de bicicleta em todos os lugares que visito, até para poder ver quais as diferenças entre cidades e países. Em geral, a principal diferença entre o Brasil e outros países – especialmente os europeus – é que lá há uma consciência muito maior por parte dos motoristas, que já aprenderam a compartilhar o trânsito com as bicicletas. Mesmo os pedestres reagem de forma mais amistosa às bicicletas. Aqui em Curitiba, por exemplo, algumas pessoas parecem ter dificuldade em entender o conceito de via compartilhada, e lá fora isso já foi mais amplamente incorporado por todos.

Ponto Pessoal: Que dicas ou conselhos você dá a quem quer levar este estilo de vida?
Ana Carolina Ribeiro – Recomendo que escolha o modelo de bicicleta de acordo com seu biotipo, para tornar a pedalada mais confortável e diminuir o impacto físico. Uma bicicleta mal-ajustada pode prejudicar as articulações, a postura e causar uma série de danos – totalmente o oposto do estilo de vida saudável que todos buscam quando começam a pedalar. Acessórios são muito importantes, tanto para proteger quanto para facilitar a vida. Alguns itens são obrigatórios, como a buzina e as faixas refletoras; outros, embora eu considere fundamentais para a segurança do ciclista e recomende o uso, são opcionais, como o capacete e o espelho retrovisor. Para quem adota a bicicleta como principal meio de transporte, há ainda uma infinidade de acessórios bastante úteis, como cestinhas, bagageiros, odômetros, squeezes, capas de chuva especiais…

Luciano Hulse e Michèle Bruce, da Bike Ativa

O time da Bike Ativa também oferece o serviço de Personal Biker, auxiliando você a comprar equipamentos e ensinando o jeito certo de andar de bicicleta. Visite www.bikeativa.com.br

 

No entanto, considero que o principal para o estilo de vida biker é aprender a respeitar as leis de trânsito, informando-se sobre seus direitos e deveres. É muito importante que o ciclista aprenda a ocupar o seu espaço, para que aos poucos a consciência dos motoristas e pedestres se amplie. Não faz sentido criticar os motoristas pelos abusos e andar de bicicleta sobre a calçada, ameaçando os pedestres, ou pela canaleta de ônibus, arriscando a própria vida.

 

Entrevista 2, com a biker Soraya Calvo, psicóloga, que trabalha com desenvolvimento de pessoas há mais de 15 anos e que em 2014 viajou com o time da Bike Ativa para a Croácia. Em entrevista exclusiva, ela relata sua experiência, seu contato com a bicicleta e compartilha lindas fotos da viagem.

Ponto Pessoal: Quando você começou a andar de bicicleta e por quê?
Soraya Calvo – Recomecei a andar de bicicleta há dois anos por estímulo do meu primo e da minha irmã, em passeios noturnos patrocinados pela Prefeitura de Curitiba, às terças feiras, na Praça do Largo da Ordem. Os motivos foram fazer exercício, a possibilidade de encontrar muitas pessoas com grande diversidade de interesses em um horário que não atrapalhava a rotina de trabalho e, ainda, a própria diversão.

Ponto Pessoal: O que mais gosta ao andar de bicicleta e com que frequência anda?
Soraya Calvo – Conhecer pessoas com interesses em comum apesar da diversidade, o próprio exercício e a possibilidade de explorar lugares que normalmente não são encontrados de carro ou outros meios de transporte.

Ponto Pessoal: Quando decidiu viajar para andar de bicicleta, por que escolheu a Bike Ativa e a Croácia?
Soraya Calvo – Escolhi a Bike Ativa pela confiança que a empresa inspira, as facilidades que oferece, a segurança que promove por meio de passeios programados e muito bem organizados. Escolhi a Croácia por indicação de amigos que lá estiveram anteriormente e também por ser um país exótico, onde o turismo está começando a ser explorado. O estilo de viagem – barco e bike – me atraiu muito.

Integrei um grupo de 28 pessoas de oito nacionalidades diferentes, por oito dias no mês de outubro de 2014, em um barco/residência, fazendo diariamente passeios de bike que giravam em torno de 50 quilômetros por dia. Muitas subidas e descidas em de montanhas emolduradas com um mar muito azul e paisagens maravilhosas, com vegetação exótica e construções mediterrâneas nas “Old Citys”, com mais 1700 anos de idade. O contraste do antigo com o moderno encanta o turista na Croácia.

Este tipo de turismo, que traz um objetivo em comum, ou seja, pedalar, une as pessoas e desenvolve uma amizade que, no nosso caso, vem se mantendo apesar da distância.

Ponto Pessoal: Andar de bicicleta faz com que nos conheçamos melhor?
Soraya Calvo – Eu acredito que sim, a bike ajuda no autoconhecimento, pois apesar de pedalar em grupo, devido à segurança, você tem que ficar atento às suas próprias sensações e emoções. É claro que existe o perigo, mas quem não faz nada, não sente nada! Dá oportunidade de desenvolver habilidades como: equilíbrio, atenção, respeito pelo trânsito e pedestres e (melhora da) respiração. As longas pedaladas permitem observar de perto a natureza e refletir sobre a própria existência e a pequenez diante de tantas variáveis. O exercício de contornar barreiras, vencer o medo e o cansaço e realizar conquistas, estimula a produção de endorfina e ajuda a “esfriar” a cabeça de uma forma divertida e saudável.

 

Veja também outras expedições já realizadas pela Bike Ativa e confira a agenda de 2015:
Colômbia – Cartagena e Santa Marta | Mar 2015
França – Canal de Midi | Mai 2015
Peru – Vale Sagrado dos Incas | Jul 2015
Grécia – Ilhas Jônicas | Out 2015
Argentina – De Salta a Jujuy | Out 2015

Garanta sua vaga em www.bikeativa.com.br


SOBRE O COLUNISTA

  • Linkedin
  • Facebook

Palestrante internacional especialista em Pós-Luxo e Marketing Pessoal. Fundador e CEO da Ponto Pessoal - primeiro portal, revista, escola digital, TV e Clube do Brasil e Portugal especializados em Marketing Pessoal. Carreira pautada em consultorias, aulas, supervisão de cursos e criação de conteúdos desde 2006, tendo criado e supervisionado cursos de marketing, empreendedorismo e mercado de luxo, pelo Centro Europeu e ISAE/FGV em Curitiba e Paris, capital francesa, onde se especializou em Mercado de Luxo no ISAE Brasil e ISC Paris. Hoje também é Embaixador da marca Exaixo e do Portal Topview do grupo RIC Record PR no sul do Brasil. Currículo completo em www.adrianotadeubarbosa.com | Contato: adriano@pontopessoal.com.br

Criado com Area de Membros WP